(11) 2680-7156

contato@ministeriohope.com.br

(11) 2680-7156

contato@ministeriohope.com.br

palavra-de-domingo

Qual o modelo de família que estamos seguindo?

0 votes

Neste domingo tivemos o Culto da Família, e a ministração foi muita oportuna a este culto. Fomos ministrados sobre “Qual o modelo de família que estamos seguindo?

1 Timóteo 5:8

Já parou para pensar o que estamos construindo para as próximas gerações?

Antigamente tínhamos um modelo de família mais rígida e com isso os filhos eram obedientes e tementes.

O papel dos pais não deixou de ser “ensinar o caminho que a criança deve andar”.

Uma das coisas que precisamos é ensinar que nossos filhos devem amar, e ninguém pode dar o que não tem, logo ele também tem que receber amor.

Quanto você ama o seu filho? Qual o caminho que você deseja para ele? O que tem preparado para geração dele?

A mídia traz muitos “modelos” dos quais os nossos filhos querem seguir, mas eles poderiam querer ser como Jesus?

Josias tinha 8 anos de idade quando virou Rei.

Se seu filho tivesse que suceder você hoje, ele faria agradaria ao Senhor? Se não, alguma parte do processo está falho.

Nossos filhos precisam aprender coisas boas vindas de nós.

Um dia foi lido para Josias o livro da Lei. Ele rasgou suas vestes e entendeu que tudo que seu pai e seu avô fizeram, estava errado.

O que os nossos filhos tem aprendido conosco?

O adolescente quando é repreendido, não gosta do confronto.
Você é apaixonado por Jesus!  E o seu filho?

Assim como nós, será que um dia nossos filhos irão querer os caminhos e promessas do Senhor?

Nossas atitudes tem que despertar amor por Deus na próxima geração.

Você que ainda não é pai, qual modelo de pai você quer que seu filho tenha?

Por vezes ficamos na zona de conforto, achando que suprindo com coisas materiais já estamos “livres” de se dedicar a educação.

Família tem que seguir um mesmo propósito, ter união e não divisão.

Nós, pais, precisamos nos esforçar e não desistir de manter nossos filhos nos caminhos do Senhor.

Levar para o culto, criar nele responsabilidade de ter compromisso com Deus.

O problema está em nossas atitudes, sendo uma geração de pais doentes e mimados dentro da igreja, e isso é ensinado para os filhos. Eles nos observam o tempo todo, e nossas atitudes vão sendo impressas na próxima geração.

Temos que plantar amor na vida da nossa família, ser amável e se deixar ser amado.
E acima de tudo temos que amar a Deus, tendo atitudes de amor por Ele.

A visão de família de hoje já está muito deturpada, pessoas se casam pensando em se separar caso não der certo, contrariando o que diz a palavra de Deus.

Vemos homens que são filhos de Deus, que não tratam com amor seus filhos e tão pouco suas esposas.

Temos que nos posicionar e gerar famílias sadias na casa do Senhor, preparando assim um caminho para nova geração.

Ainda há tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados *

Pode usar estas tags e atributos de HTML : <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>